Planejamento

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Definição de Planejamento e Estratégia

O ato de planejar é de fundamental relevância no processo do trabalho gerencial, pois serve de importante ferramenta facilitadora nos momentos de escolhas e elaboração de planos, que auxiliam no enfrentamento dos processos de mudança. O planejamento possibilita a interação com a realidade, além de ser uma forma de programar as estratégias e ações, a fim de obter o alcance dos objetivos e metas anteriormente estabelecidos.

De acordo com o dicionário Michaelis (2010), planejamento pode ser definido como ato de projetar um trabalho, serviço ou mais complexo empreendimento. Outra definição desta mesma fonte seria determinação dos objetivos ou metas de um empreendimento, como também da coordenação de meios e recursos para atingi-los.

Segundo Matus (2007), planejar significa:

“pensar antes de agir, pensar sistemicamente, com método; explicar cada uma das possibilidades e analisar suas respectivas vantagens e desvantagens; propor-se objetivos. É projetar-se para o futuro, porque as ações de hoje terão sido eficazes, ou ineficazes, dependendo do que pode acontecer amanhã e do que pode não acontecer. O planejamento é a ferramenta vital. É a mão visível que explora possibilidades em circunstâncias nas quais a “mão invisível” é incompetente, ou não existe.”

Para Drucker (2000), a estratégia da organização consiste do conjunto de mudanças e abordagens que os gerentes executam para atingir o melhor desempenho da organização. A estratégia é o planejamento do jogo de gerência para reforçar a posição da organização no mercado, promover satisfação dos usuários e atingir os objetivos de desempenho. 

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Etapas do Planejamento Estratégico

Para Drucker (2000), o planejamento estratégico é um processo contínuo de, sistematicamente e com o maior conhecimento possível do futuro contido, tomar decisões atuais que envolvam riscos; organizar sistematicamente as atividades necessárias à execução destas decisões e, através de uma retroalimentação organizada e sistemática, medir o resultado dessas decisões em confronto com as expectativas alimentadas.

Pode-se relatar também algumas características comuns dos muitos modelos de planejamento estratégico existentes, são elas:

1. Definir visão institucional: é o conjunto de aspectos intangíveis que servirão de orientação para os dirigentes da organização em suas decisões e ações;

2. Definir missão da organização: é a razão de ser da instituição, seu propósito fundamental de existência;

3. Análise Ambiental (interna e externa) por meio da Análise SWOT: tem o propósito de identificar forças do ambiente interno (pontos fortes e fracos da organização) e do externo (macroambiente e do ambiente setorial) que podem influenciar suas atividades;

4. Objetivos e metas: alvos ou fins desejáveis para os quais as ações são direcionadas. É importante diferencia-las: objetivos possuem caráter genérico e metas são especificas quanto a valores e datas;

5. Planos: conjuntos de metas, atividades e recursos, cujo o propósito é possibilitar a implementação de um determinado conjunto de ações;

6. Implementação das estratégias: atividades cujos propósitos são a conversão de estratégias em ações, requerendo, normalmente, ajustes ao longo do processo; e

7. Controle: monitoramento, medição e avaliação das estratégias em implementação e implantadas, por meio de comparação de seus resultados com os objetivos e metas delineadas pela organização.

>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>
Beneficios de possuir um Planejamento Organizacional.

1. Aumento do Foco e da Flexibilidade

2. Melhoria na Coordenação

3. Melhoria no Controle

4. Melhoria na Administração do Tempo

5. Organização mais efetiva

6. Proporciona maior rapidez no processo

7. Reduz Distorções existentes na estrutura

8. Complementa a estrutura

9. Reduz carga de comunicação 

10. Motiva e integra as pessoas