Objetivos

As Unidades de Faculdades e Hospitais Universitários de Ensino das diferentes regiões do país, a exemplo das instituições nos países desenvolvidos, seguem uma evolução natural no uso da Internet para colaboração e cooperação.

A utilização de aplicações sofisticadas tem sido cada vez mais freqüente e justificam o grande crescimento na demanda por capacidade de transmissão de dados.

Além dos benefícios resultantes do intercâmbio de conhecimentos médicos especializados, vídeo e web conferências, cursos de capacitação e formação continuada, discussão entre equipes médicas, teleconsultas e telediagnósticos, prevê-se a melhoria no atendimento das populações das regiões mais carentes e sem atendimento médico especializado. Em geral, especialistas, usuários e beneficiários dessas aplicações estão distribuídos fisicamente em um amplo espaço físico, correspondente à vasta amplitude nacional, e os pontos de acesso à Internet de alta velocidade geralmente são restritos a alguns poucos pontos privilegiados.

Neste sentido, e visando o ingresso do HUAP nesta vasta e moderna rede, foi criada a Unidade de Telemedicina do Hospital Universitário Antônio Pedro.

O Projeto TELEMEDUFF tem o objetivo de desenvolver atividades e oportunidades no sentido de proporcionar um meio eficiente de apoio ao ensino, pesquisa, educação continuada e atualização, consultoria e atendimento direto na atenção à saúde da rede, além de possibilidade de intervenção na educação em saúde para a população, primordialmente em nossa área geo-sanitária.

O TELEMEDUFF está estruturado tendo por base o alcance de suporte a atividades no campo de ensino, pesquisa e atenção à saúde.

O projeto se alicerça na utilização e aprimoramento da infra-estrutura atual da Rede HUAP/UFF, que envolve salas de aulas, anfiteatros, centro cirúrgico, centro de diagnóstico radiológico e por imagens, centros de diagnósticos clínicos em neurofisiologia, além de laboratório de informática (24 work stations) da Faculdade de Medicina, para alunos de graduação, pós-graduação e docentes.

Estamos promovendo a adequação de espaços no HUAP para a utilização de salas destinadas à teleconferências, educação à distância, produção de material didático em áudio e vídeo e centro de interconsultas e/ou consultorias.

O projeto visa ainda a divulgação e a disponibilização desta ferramenta e a adesão de novos participantes ativos e clientes potenciais ao processo de teleinformática.

O estabelecimento de parcerias com as Prefeituras Municipais, através de contrapartidas em infra-estrutura nas localidades integrantes da Região Metropolitana 2 do Rio de Janeiro (Itaboraí, Rio Bonito, São Gonçalo, Marica, Magé, Guapimirim e Tanguá), visando atividades de interconsultas, educação continuada e educação em saúde, é etapa prevista no projeto.